“Eu consigo! Eu sei! Eu tenho muitos amigos para brincar!”: o autoconceito em idade pré-escolar

“Eu consigo! Eu sei! Eu tenho muitos amigos para brincar!”: o autoconceito em idade pré-escolar

As crenças e sentimentos que temos sobre nós próprios são fundamentais para o nosso bem-estar e desenvolvimento. Também as crianças, desde cedo, constroem imagens de competência e de aceitação sobre si, determinantes para os sentimentos, comportamentos e expectativas que desenvolvem, nas mais diversas situações. Nesta publicação abordamos o autoconceito e a sua promoção, em idade pré-escolar. O que é o autoconceito?  O autoconceito é visto como o conjunto de valores, imagens e perceções que temos em… Continuar a ler

As meninas praticam karaté… e os meninos ballet

As meninas praticam karaté… e os meninos ballet

As crianças classificam, desde cedo, o mundo que as rodeia, de forma a compreendê-lo e a atribuir-lhe significado. O conceito de género é uma das primeiras categorias assimiladas pelas crianças. Educadores, familiares, pares, e outros agentes de socialização assumem um papel determinante na transmissão de conhecimentos, mas também de valores, preconceitos e estereótipos sobre as… Continuar a ler

As amizades em contexto de jardim de infância

As amizades em contexto de jardim de infância

As amizades são importantes para o bem-estar das crianças. Muitas vezes, é com o suporte dos amigos que as crianças se sentem confiantes para embarcar nas aventuras do dia-a-dia, adquirindo novas competências. Com suporte e encorajamento dos adultos, crianças com ou sem incapacidades podem desenvolver amizades que lhes proporcionam alegria e, simultaneamente, as ajudam a… Continuar a ler

“Os meninos podem escolher o que querem fazer”: o direito de participação em salas de jardim de infância

“Os meninos podem escolher o que querem fazer”: o direito de participação em salas de jardim de infância

Esta sala é muito bonita porque a professora ouve os meninos. Os meninos podem escolher o que querem fazer e podem fazer o que querem (A., 5 anos). O direito de participação das crianças tem ganho progressivo reconhecimento e visibilidade em diversos domínios do saber. No domínio da investigação esta é uma temática recente. No… Continuar a ler