Estamos de regresso para mais um ano letivo e nesta mensagem gostaríamos de partilhar convosco os resultados obtidos na consulta que realizámos às/aos nossas/os leitoras/es na mensagem de 29 de maio. De certa forma, procuramos fazer um balanço e projetar o futuro do nosso blogue.

Na altura questionámos sobre que temas gostariam de ver expressos nas nossas mensagens e os resultados sugerem que há uma grande variedade de interesses e necessidades. A participação das/os nossas/os leitoras/es foi fundamental para conseguirmos, por um lado, monitorizar se estamos ou não a escrever sobre temáticas que se enquadram nos seus interesses e motivações e, por outro, para planearmos e definirmos as mensagens a escrever no futuro. 

Escrevam sobre

Apresentação das respostas ao questionário em percentagens por temas.

Ao consultarmos os resultados, as temáticas que se destacam são a gestão de comportamentos (20%), o envolvimento da família (15%), as medidas de suporte à aprendizagem e as interações (ambas com 14%). Num segundo patamar de temáticas mais votadas surgem a linguagem e literacia (11%), a avaliação (9%) e o trabalho de equipa (8%). Finalmente, surgem as temáticas associadas a matemática e ciência (5%), a diversidade cultural e étnica (3%) e a incapacidades (1%).

De certa forma, os dados obtidos sugerem que os desafios do dia-a-dia da/os educadoras/es estão alinhados com a missão do blogue. Por isso mesmo, reforçamos o nosso compromisso de que no futuro teremos em conta estes interesses para corresponder às expectativas das/os nossas/os leitoras/es e reforçar a ponte entre investigação e prática.

Enquanto preparamos novas mensagens…

Embora estes dados tenham como propósito contribuir para nos organizarmos sobre o que escrever no futuro, aproveitamos este momento também para fazer um balanço e revisitar algumas mensagens que foram escritas sobre os tópicos mais votados.

As/os leitoras/es interessados em gestão de comportamentos poderão ler ou reler, por exemplo, os dois textos de Carla Peixoto sobre como prevenir e como lidar com os comportamentos desafiantes das crianças pequenas. Relativamente ao envolvimento da família, Marina Fuertes escreveu sobre a relação entre família e educadores/as.

Sobre medidas de suporte à aprendizagem, Tânia Boavida escreveu um texto em que ilustrou 3 passos para tirar proveito dos apoios previsto na legislação. Espreitem!

As interações foram abordadas nos textos de Sílvia Barros, que nos mostrou como os momentos de refeição em creche podem ser ricos para promover interações de elevada qualidade, e de Manuela Sanches-Ferreira que escreveu sobre as interações entre pares com e sem incapacidade. Não deixem de os revisitar e nós vamos preparar novos textos!

Sobre linguagem e literacia, escrevemos os textos como organizar o ambiente educativo para promover práticas de literacia e  porquê valorizar as línguas maternas de todas as crianças do grupo. Quanto à avaliação, sugerimos a (re)leitura dos contributos de Cecília Aguiar, que destacou a relevância de observar para adequar a ação educativa; de Robin McWilliam, que escreveu sobre as dimensões associadas a um ambiente educativo de qualidade em educação de infância; e o texto de Miguel Santos que desconstrói o conceito de diagnóstico

Os temas da diversidade cultural e ética e da incapacidade são transversais a muitas mensagens que abordam o bem-estar e a inclusão de todas as crianças. São exemplo disso as mensagens de Nadine Correia sobre participaçãoamizade, de Margarida Fialho sobre competências sociais e emocionais ou ainda de Manuela Pessanha problematizando o conceito de crianças em risco.

Naturalmente sobre todos estes tópicos há muito a dizer e o que já foi escrito sobre eles não os esgotam. Por isso, gostaríamos muito de receber as vossas sugestões para tentarmos estreitar a relação entre investigação e prática no sentido de responder às necessidades e questões que decorrem o trabalho diário com crianças pequenas. Podem sempre deixar ideias e propostas nos comentários.

Para terminar…

Resta-nos agradecer o vosso contributo e desejar que nos continuem a ler. Tentaremos ir ao encontro das vossas expectativas. 

Muito obrigado e votos de um excelente ano letivo para todas e todos vós. 

Um ano de Primeiros Anos: entre o balanço e o seu por vir.

Tiago Almeida

Licenciado, Mestre e Doutorado em Psicologia Educacional. Atualmente é Professor Adjunto na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Lisboa. Tem como interesses o brincar de crianças pequenas com e sem incapacidade e o estudo da genealogia das representações de criança e infância. Adora ler romances russos nos intervalos de longas pedaladas de BTT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.