SOS: Bem-estar de educadores/as de infância

SOS: Bem-estar de educadores/as de infância

A educadora Maria José é coordenadora pedagógica de um jardim-de-infância há mais de 20 anos e refere que nunca sentiu tantos desafios na sua atividade como no último ano. A pandemia veio agravar algumas das suas preocupações, sendo o bem-estar dos/as profissionais da instituição uma delas. Sabendo que os/as profissionais de educação, incluindo os/as educadores/as… Continuar a ler

Quando as crianças brincam sozinhas

Quando as crianças brincam sozinhas

Na mensagem De que forma pode um/a educador/a potenciar a brincadeira entre pares? vimos a definição de brincadeira, os diferentes tipos de brincar. Um dos tipos de brincadeira apresentada foi a brincadeira solitária, onde “a criança brinca sozinha com materiais ou ações escolhidas livremente”. Porém, serão todas as brincadeiras solitárias iguais? O que é a… Continuar a ler

“ele pensa se tiver lugar”: espaços e tempos filosóficos na infância?

“ele pensa se tiver lugar”: espaços e tempos filosóficos na infância?

A frase que citamos no título é do Miguel. No alto dos seus 5 anos, o Miguel respondia à pergunta de uma colega de turma sobre se um bebé pensa. Pensa?!, inquiríamos com o grupo de um Jardim de Infância, nos Açores, durante uma sessão semanal de filosofia. “Pensa se tiver lugar”, respondia o Miguel… Continuar a ler

Prato do dia: Alimentação com emoção

Prato do dia: Alimentação com emoção

“Não fica nada no prato”; “Se parares de chorar, dou-te um chocolate”; “Se comeres tudo, a seguir podes ir brincar”. Frases destas são o “prato do dia” de muitos momentos de refeição que envolvem adultos e crianças. Na hora das refeições, emoções e alimentos são ingredientes que se misturam. Com alguma frequência, nos contextos de… Continuar a ler

Memórias felizes do jardim de infância

Memórias felizes do jardim de infância

Já tive o privilégio de ser acolhida por educadores/as e crianças de dezenas de salas de creche e de jardim de infância. Em todas elas, aprendi algo novo sobre educação, desenvolvimento e aprendizagem! Contudo, há salas que ficam na memória, pelo que aprendi, pelo que vivi. Vou contar-vos sobre quatro salas e quatro educadoras de… Continuar a ler

Oportunidades de escolha – como cultivar a autodeterminação na infância?

Oportunidades de escolha – como cultivar a autodeterminação na infância?

“Quero trocar a fralda depois do mano” (…) “Começo a fazer dieta depois do fim-de-semana” As duas frases têm em comum a escolha e o sentido de controlo. Separa-as o tempo e todas as vivências que nos levam de uma criança que escolhe a um adulto que decide. A primeira situação é tipicamente instigada por… Continuar a ler

Participo… Porque tenho direito: Os direitos à participação em tempos de pandemia

Participo… Porque tenho direito: Os direitos à participação em tempos de pandemia

Os direitos à participação estão consagrados na Convenção sobre os Direitos das Crianças [1] e constituem um dos 3Ps. De facto, desde as idades mais precoces, as crianças têm o direito de expressar as suas ideias sobre os assuntos que lhes dizem respeito, vendo-as consideradas, sempre que apropriado, e de acordo com a sua idade… Continuar a ler

Como promover a inclusão através da leitura de livros

Como promover a inclusão através da leitura de livros

Adaptado da publicação original de Ruth Heuvelman, EarlyYearsBlog.EU Examine os livros que o seu grupo tem. Que livros existem? Consegue ver a sociedade refletida nos livros ilustrados? Todas as crianças podem identificar-se com as histórias e as personagens principais? Pela leitura partilhada de livros, os/as educadores/as de infância podem combater o preconceito e promover a… Continuar a ler

Educação para a sustentabilidade – para além da “emersão” na natureza

Educação para a sustentabilidade – para além da “emersão” na natureza

Esta mensagem procura situar e problematizar a educação para a sustentabilidade para além da tradicional relação com a natureza. Um grande desafio para a investigação e para a prática na educação de infância e na educação para a sustentabilidade é a análise critica dos “regimes de verdade” [1] sobre as crianças, a infância, a natureza… Continuar a ler

“Não me vejo a dizer às pessoas para fazer. Eu faço com elas.” Liderança(s) em educação de infância

“Não me vejo a dizer às pessoas para fazer. Eu faço com elas.” Liderança(s) em educação de infância

As creches e os jardins de Infância são organizações e, em todas as organizações, a qualidade da liderança importa. Assim, devemos perguntar: Que tipos de liderança podem existir em educação de infância? Que competências devem ter os/as profissionais em posições de liderança nas creches e nos jardins de infância? Quais as especificidades da liderança em educação de infância? Continuar a ler

Como estabelecer parcerias colaborativas eficazes com as famílias?

Como estabelecer parcerias colaborativas eficazes com as famílias?

Para muitos profissionais de educação, o estabelecimento de uma parceria com a família é um desafio, especialmente nestes tempos de pandemia em que a interação com as famílias está limitada. Contudo, o estabelecimento de uma parceria promove: i) a participação positiva e o da família; ii) a qualidade das práticas educativas e o nível de… Continuar a ler

Frequentar o jardim de infância… será suficiente? Pistas sobre qualidade, assiduidade e participação social de crianças com incapacidades

Frequentar o jardim de infância… será suficiente? Pistas sobre qualidade, assiduidade e participação social de crianças com incapacidades

A qualidade pedagógica e a participação social das crianças em idade pré-escolar são fundamentais para o seu desenvolvimento, aprendizagem e autonomia [1, 2, 3]. Mas será suficiente, para as crianças, frequentarem o jardim de infância de forma assídua? Nesta mensagem, propomos-lhe uma reflexão sobre estes temas, com base em dados recentes da investigação1. Que pistas… Continuar a ler

Redescobrir o espaço exterior durante a pandemia Covid-19

Redescobrir o espaço exterior durante a pandemia Covid-19

O jardim de infância deve constituir-se como um espaço de conforto que transmita segurança, que se afirme como lugar de pertença e de experienciação e que garanta o desenvolvimento e a aprendizagem da crianças. Um espaço que privilegie a relação das crianças com o exterior e com a natureza [1].  No contexto atual, a importância dos espaços exteriores nas experiências das crianças é ainda mais… Continuar a ler

Cartografias infantis: uma outra forma de investigarmos com as crianças

Cartografias infantis: uma outra forma de investigarmos com as crianças

Uma aprendizagem que podemos retirar do momento atual que vivemos é, de certa forma, a necessidade de aprendermos a habitar o desconhecido, o indeterminado [1]. Esta mensagem procura dar a conhecer a metodologia cartográfica como uma proposta de investigação-intervenção que (re)configura a agência infantil a partir de um ethos que não pressupõe respostas pré-determinadas ou ideias à… Continuar a ler

O Porquê das Palavras…

O Porquê das Palavras…

Na mensagem O Poder das Palavras, propusemo-nos refletir sobre as palavras utilizadas quando falamos ou escrevemos sobre as crianças com deficiência, tendo sido referido que serviria de base a uma outra mensagem, onde fundamentaríamos os conceitos subjacentes a essas palavras. Assim, nesta mensagem, após fundamentarmos teoricamente o modo como entendemos a deficiência e a importância… Continuar a ler

Nascemos com um temperamento? Qual a sua influência no nosso desenvolvimento?

Nascemos com um temperamento? Qual a sua influência no nosso desenvolvimento?

A evidência vulgarmente atribuída para a existência de um “temperamento único e fixo” resultada da experiência dos pais com o segundo filho: “criei dois filhos de forma igual e são totalmente diferentes”. Será verdade? Será que os pais criam dois filhos de forma semelhante? Na verdade, criam um filho mais velho a quem nasce um irmão e um filho mais novo que nasce no seio de uma família com crianças mais velhas. Quando nasce o… Continuar a ler

Contextos socialmente desfavorecidos: Desafios e recursos acrescidos?

Contextos socialmente desfavorecidos: Desafios e recursos acrescidos?

“Eu acho (…) que os miúdos são sempre desafiantes (…) tudo aquilo que nós fazemos aqui no jardim de infância é super importante para eles”. Estas foram afirmações de uma educadora de infância com quem falámos, sobre os desafios e oportunidades do trabalho com diferentes grupos de crianças. Trabalhar com qualquer grupo de crianças impõe… Continuar a ler

A importância dos primeiros anos de vida: o papel da intervenção precoce

A importância dos primeiros anos de vida: o papel da intervenção precoce

“O curso do desenvolvimento pode ser alterado em idades precoces através de intervenções eficazes que mudem o equilíbrio entre risco e proteção, alterando as desvantagens a favor de melhores resultados na adaptação” [1]. Os primeiros anos de vida são extremamente importantes para o desenvolvimento pelo facto de que o que acontece durante esse período poder… Continuar a ler

Bem-vindo de volta! E quando os jardins de infância reabrirem?

Bem-vindo de volta! E quando os jardins de infância reabrirem?

Adaptado da publicação original de EvaDierickx, em kleutergewijs.be Estes são dias incertos e de alguma ansiedade, para educadores e pais, mas também para crianças em idade pré-escolar. Nem o mais experiente virologista nos poderá dizer, com certeza, como será o futuro próximo. Assim, é também difícil transmitirmos certeza e previsibilidade às crianças. Aguardamos, cautelosamente, recomendações… Continuar a ler

Atividade física das crianças em situação de confinamento? O que revela a investigação?

Atividade física das crianças em situação de confinamento? O que revela a investigação?

Naquele que parece ser o maior confinamento da História, Portugal integra a lista de países que mantêm as escolas fechadas. As crianças foram mantidas em casa, desde o dia 16 de março, iniciando um longo período de restrição de movimento, sem atividade física organizada ou tempo para brincar ao ar livre com os seus pares,… Continuar a ler

O blogue PrimeirosAnos.pt existe há quase dois anos!

O blogue PrimeirosAnos.pt existe há quase dois anos!

Preparámos, por esta ocasião, um breve questionário, com o objectivo de conhecer melhor os/as nossos/as leitores/as e a sua utilização do blogue. Estas informações são importantes para assegurarmos a continuidade do blogue PrimeirosAnos.pt. O questionário está disponível em https://isctecis.co1.qualtrics.com/…/form/SV_3ryZbecdRDFqlox e o seu preenchimento demorará cerca de 5 minutos. A equipa PrimeirosAnos.pt agradece a sua colaboração!

Trabalhar com crianças com deficiência e suas famílias à distância – estratégias e vantagens

Trabalhar com crianças com deficiência e suas famílias à distância – estratégias e vantagens

(…) Neste período de isolamento provocado pelo COVD-19, a educadora do meu filho enviou-me um vídeo divertido, em que o ensina a pôr a mesa…não imaginei que resultasse, mas o que é certo é que ele se entusiasmou e acabámos por, em família, ter um momento bem divertido! (…) (mãe do S., 4 anos) A… Continuar a ler